Vídeo

#10: Reflexões sobre o aborto | Ana Maria Costa

A legalização do aborto é um dos assuntos que mais divide opiniões ao redor do mundo. No Brasil, a interrupção da gravidez é permitida apenas em casos de estupro, anencefalia do feto, ou quando a gestação coloca em risco a vida da mãe. Sabe-se, porém, que milhares de mulheres realizam abortos ilegalmente no país todos os anos, com ou sem a ajuda de médicos, e há um debate permanente na sociedade — assim como no Congresso e no Judiciário — sobre a descriminalização da prática.

Vídeo

#10: Reflexões sobre o aborto | Leonardo Massud

A legalização do aborto é um dos assuntos que mais divide opiniões ao redor do mundo. No Brasil, a interrupção da gravidez é permitida apenas em casos de estupro, anencefalia do feto, ou quando a gestação coloca em risco a vida da mãe. Sabe-se, porém, que milhares de mulheres realizam abortos ilegalmente no país todos os anos, com ou sem a ajuda de médicos, e há um debate permanente na sociedade — assim como no Congresso e no Judiciário — sobre a descriminalização da prática

Vídeo

#10: Reflexões sobre o aborto | Debate

A legalização do aborto é um dos assuntos que mais divide opiniões ao redor do mundo. No Brasil, a interrupção da gravidez é permitida apenas em casos de estupro, anencefalia do feto, ou quando a gestação coloca em risco a vida da mãe. Sabe-se, porém, que milhares de mulheres realizam abortos ilegalmente no país todos os anos, com ou sem a ajuda de médicos, e há um debate permanente na sociedade — assim como no Congresso e no Judiciário — sobre a descriminalização da prática.

Vídeo

#9: Maconha, canabinoides e sociedade | Debate

A regulamentação do uso terapêutico da maconha e dos seus derivados — os chamados canabinoides — é um dos temas mais polêmicos da atualidade. Evidências sugerem que substâncias presentes na planta podem aliviar os sintomas de diversas doenças, como câncer, epilepsia, esclerose múltipla e uma série de transtornos psiquiátricos.

 

Vídeo

#8: Mudanças Climáticas | Paulo Artaxo

Como estará a Terra daqui a 100 anos, se não mudarmos nossos padrões de consumo e estancarmos o processo de aquecimento global que já está em curso? Não muito bem, diz o pesquisador Paulo Artaxo, especialista em mudanças climáticas do Instituto de Física da USP. A raça humana não será extinta, mas o preço a pagar será alto — muito maior do que o preço de evitar o problema agora, ressalta ele. As tecnologias necessárias para isso já existem; mas faltam vontade política e incentivos econômicos para implementar as mudanças.

Vídeo

#8: Mudanças Climáticas | Frederico Brandini

Os oceanos são peça-chave no controle do aquecimento global e absorvem grande parte do excesso de gás carbônico que o homem joga na atmosfera — caso contrário, a situação climática do planeta já estaria bem pior. Mas essa capacidade está chegando ao fim. “Os oceanos estão no seu limite”, alerta o pesquisador Frederico Brandini, diretor do Instituto Oceanográfico da USP. Não só pelo excesso de gás carbônico (que altera o pH da água do mar), mas também pelo excesso de pesca, poluição e todas as “outras porcarias” que o homem joga no mar.